Salvador iniciou ontem 2ª etapa de reabertura do Comércio. Veja o que já pode funcionar.

Salvador iniciou ontem, 10, a 2ª etapa de reabertura do comércio da cidade. Isto só foi possível, pois a taxa de ocupação dos leitos de UTI está abaixo de 60%, atualmente está em 55%, conforme informação obtida no site da Secretaria Municipal de Saúde.

ocupação

A expectativa é que mais de 30 mil estabelecimentos comerciais retomem as atividades em Salvador. O prefeito ressaltou, no entanto, que Salvador não vai sofrer com “abre e fecha” e que a fiscalização vai ser rigorosa para evitar que o número de casos e mortes epla Covid-19 aumente.

Segundo o levantamento divulgado também ontem pela Secretaria Municipal de Saúde de Salvador – SMS o número de casos de pessoas que contraíram o coronavírus no bairro Canela aumentou de 124 para 143.

117646594_3436060176425986_4681684924126537714_n

 

Foram 19 novos casos registrados em 10 dias, o que corresponde a uma taxa de 1,9 novos por dia, o que demonstra um retorno à taxa diária de casos em relação à matéria publicada no dia 24 de julho e um aumento de quase 100% em relação à taxa diária apresentado na matéria divulgada aqui no site no dia 31 de julho de 2020.

No entanto, dos 143 casos confirmados 133 já estão recuperados, o que significa dizer que temos apenas 10 casos ativos no momento.

Em toda Salvador, o número de casos confirmados é de 62.569 e de curados 58.968.

Veja o que passou a funcionar em toda Salvador a partir de ontem:

Academias – As academias poderão funcionar de segunda a sábado, com horário livre definido por cada estabelecimento, inclusive aquelas localizadas em condomínios. A capacidade será de uma pessoa a cada 6m². Haverá permissão de realização de atividades individuais e coletivas com marcação no solo. O tempo de permanência máximo de cada aluno será de uma hora, com uso obrigatório de máscara em todas as atividades. Para alunos de crossfit e de aulas coletivas, deverá haver afastamento mínimo de mais de 2m entre eles.

A higienização dos aparelhos, que precisam ter a distância mínima de 1,5m entre eles, precisa ser constante após cada uso, sem compartilhamento. Deverá haver medição de temperatura de funcionários e clientes. O uso de piscina estará proibido. “As regras terão quer ser cumpridas, pois vamos fiscalizar. Exemplo: se a Prefeitura flagrar clientes ou funcionários sem máscaras, haverá interdição. Por isso, as academias devem evitar que esse tipo de situação aconteça orientando alunos e trabalhadores”, disse ACM Neto, informando que a capital baiana possui quase 2,2 mil estabelecimentos do tipo.

Salões de beleza – Os cerca de seis mil salões de beleza, barbearias e similares da cidade poderão abrir de segunda a sábado, das 10h às 19h, com 30% da capacidade total e medição de temperatura de funcionários e clientes. O intervalo entre um cliente e outro deverá ser de, no mínimo, 15 minutos, para possibilitar a higienização do local.

O atendimento deverá ser individual e com hora marcada, e acompanhantes só serão permitidos para crianças, idosos e pessoas com deficiência. Continua vedado serviços que necessitem a retirada de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante o atendimento.

Bares e restaurantes – Bares, restaurantes, pizzarias, sorveterias e similares, que somam 22 mil estabelecimentos em Salvador, poderão reabrir para atendimento presencial de segunda a domingo, das 12h às 23h. As lanchonetes, por sua vez, poderão reabrir de segunda a domingo, das 7h às 16h. É preciso haver afastamento de dois metros entre as mesas e um metro entre cadeiras de mesas diferentes.

O máximo de pessoas permitido será de seis por mesa. O uso de máscaras será obrigatório, sendo liberado apenas no momento da refeição. Fica proibida a realização de eventos. O cardápio deverá ser digital ou plastificado e higienizado a cada uso. O serviço de buffet, se houver, deverá contar obrigatoriamente com um funcionário servindo. Rodízios estarão proibidos. O atendimento via delivery e com retirada do balcão poderá seguir sem restrição de horário.

Museus, galerias e bibliotecas –
 Centros culturais, museus, galerias e bibliotecas poderão reabrir de segunda a sábado, das 10h às 16h, e domingo sem restrição de horário, com capacidade reduzida a 30% do total permitido em cada estabelecimento. Fica proibido o uso de audioguias e visitas guiadas. Obras e exposições interativas não serão permitidas. Exibição de filmes ou vídeos apenas em espaços abertos, com duração máxima de 15 minutos. A venda de ingressos será preferencialmente virtual, com horário agendado para visitantes, inclusive em casos de acesso gratuito. E o circuito de visitação deverá ser em mão única.

Alimentação em shoppings – 
Além de anunciar os protocolos setoriais da fase dois, o prefeito divulgou também a segunda etapa da retomada de atividades que já reabriram na primeira fase. Estarão liberadas, por exemplo, as praças de alimentação de shoppings e centros comerciais com 50% da ocupação total. As academias, salões de beleza, restaurantes e lanchonetes também poderão reabrir nos shoppings e centros comerciais. Já as obras em imóveis residenciais habitados podem ser ampliadas para quatro funcionários a cada 100m², mediante autorização do condomínio.

Regras gerais – Além dos protocolos setoriais, com determinações específicas que foram debatidas com os segmentos e acordados com o governo do Estado, todas essas atividades precisam seguir também as regras gerais estabelecidas pelo município para toda a cidade. Confira todas elas clicando em http://informe.salvador.ba.gov.br/coronavirus/decretos/protocolos.

Fonte: Prefeitura de Salvador

Mesmo com a redução dos índices, a AMOCANELA continua recomendando à população que só saia de casa para resolver compromissos inadiáveis.

Os condomínios devem continuar obedecendo as regras de distanciamento e higienização dos espaços comuns.

Outras recomendações:

É recomendado que o morador que tenha contraído a doença comunique ao síndico. Este, por sua vez, deverá informar aos demais condôminos sem identificar o morador que tenha contraído a doença e reforçar os cuidados nas áreas comuns.

Por isso, EVITEM SAIR DE CASA, se for extremamente necessário, USE MÁSCARA O TEMPO TODO, LAVE SEMPRE AS MÃOS COM ÁGUA E SABÃO E USEM ÁLCOOL EM GEL pelo menos de duas em duas horas.

Vamos revisar aqui outras medidas de precaução:

portaria-terceirizada-01

Áreas Comuns

  • Manter os ambientes das áreas comuns bem arejados com ventilação natural (portas e janelas abertas).
  • Manter superfícies e objetos que são tocados com frequência desinfetados (maçanetas, botões de elevadores, corrimãos das escadas e rampas).
  • Higienizar os brinquedos coletivos da área do playground.
  • Evitar elevadores lotados (a Organização Mundial da Saúde recomenda que famílias circulem sozinhas pelos elevadores). Peça paciência aos moradores para o uso consciente do elevador, mas com delicadeza e sem preconceitos.
  • Ao tossir ou espirrar, cobrir com o cotovelo ou com um lenço de papel a boca e o nariz e, após, jogar o papel no lixo.
  • Caso esteja doente, evitar circular pelos corredores e áreas de comum acesso.
  • Cuidado com o manuseio do lixo. As fezes são transmissoras do vírus. Peça aos moradores que fechem bem os sacos e oriente a equipe de limpeza para o uso obrigatório de luvas.
  • Abasteça os banheiros das áreas comuns com álcool em gel, sabonete e papel toalha, mas recomende que os moradores evitem utilizar o local.
  • As garagens são, na maioria dos casos, fechadas e a circulação de pessoas deve ser apenas em casos de real necessidade.
  • Montar um fluxo de atendimento às entregas, para que o contato corporal na portaria entre porteiros, moradores e entregadores seja o menor possível e que aconteça de forma organizada para evitar grande fluxo.
  • Atenção redobrada nas academias e salas de ginástica, áreas consideradas críticas. Além da limpeza dos funcionários, os usuários devem higienizar os aparelhos antes e depois do uso, e o condomínio deve disponibilizar álcool e lenços de papel.

sindico

Para os síndicos

  • Não convocar novas reuniões e assembleias.
  • Evite, nesse momento, contratações emergenciais de serviços e pedidos de pagamentos extras, buscando prever, no mínimo, três dias de antecedência para pagamentos fora da rotina.
  • Evite a locação dos salões de festas, churrasqueiras, espaços gourmet, entre outros.
  • Oriente e dê assistência aos funcionários do condomínio, especialmente os com mais de 60 anos.
  • Alguns centros de imunização estão realizando vacinação contra a gripe em condomínios, visando diminuir aglomerações nesse período e aumentar a cobertura vacinal da população. Consulte as empresas e o interesse dos moradores.

moradores

Para os moradores

  • Evitem circular nas áreas comuns do condomínio.
  • Cuidado extra com as crianças, que são as maiores transmissoras do vírus. Evitar o contato com idosos ao máximo.
  • Ao chegar em casa, lavar as mãos com água e sabão por, no mínimo 20 segundos.
  • Fazer o uso do álcool em gel com intervalos de, no máximo, duas horas.
  • Utilizar produtos de limpeza com cloro para higienização de superfícies e pisos.
  • Limpar maçanetas das portas do apartamento com álcool sempre que alguém chegar.
  • Evitar serviço delivery, que aumenta a rotatividade e fluxo de pessoas nas portarias.
  • Ao chegar em casa da rua, tome banho e coloque a roupa para lavar com água e sabão, pois as vestimentas conduzem o vírus para a casa. Pode acrescentar uma tampinha de bactericida (tipo Lysoform) na máquina de lavar.
  • Evite transporte público no horário de pico.
  • No uso de táxi e transportes de aplicativo, higienize suas mãos após a corrida com álcool em gel.
  • Os moradores que não puderem evitar viagens e circulação em aeroportos devem redobrar as recomendações, evitando circular nas áreas comuns, ampliando a higiene e evitando o contato com idosos por, no mínimo, sete dias.
  • Com as crianças em casa, será importante criar uma rotina de atividades para que elas enfrentem esse período. Evite brincar em ambientes comuns fechados. Caso saia de casa, opte por espaços abertos como parques e evite shoppings, cinemas e espaços com grande circulação de pessoas.
  • Oriente as crianças, especialmente sobre a higienização e o contato com idosos, mas sem pânico.
  • Pais poderão usar a criatividade envolvendo as crianças em tarefas domésticas e didáticas para que elas permaneçam ativas mesmo dentro dos apartamentos.
  • Estimule o contato com os avós através do uso do telefone, das mensagens de texto, áudio e vídeos, assim eles não se sentirão sozinhos, mas continuarão resguardados sem o contato corporal.
  • Todos são responsáveis pelo controle da pandemia. Se estiver doente, informe a administração do condomínio e adote o pleno isolamento por, no mínimo, 14 dias.
  • O Ministério da Saúde lançou um aplicativo gratuito que pode ser acessado pelo iOS e Android nas plataformas – Coronavírus SUS. Baixe e acompanhe dicas e triagem virtual (indicação se é necessária ou não a ida ao hospital).

idosos

Cuidados com idosos e pessoas do grupo de risco

  • As recomendações em relação aos cuidados com os idosos são de extrema importância. O ideal é que eles permaneçam em isolamento por todo o período do pico da pandemia no Brasil. Isso significa que os idosos (moradores acima de 60 anos) devem permanecer dentro da unidade, evitando ao máximo a circulação. Eles não devem receber visitas, mas todos podem colaborar com o bem-estar dos vizinhos.
  • Familiares devem fazer contato por telefone e evitar visitas, especialmente das crianças.
  • Para que eles não precisem sair para supermercados e farmácias, os familiares podem providenciar o abastecimento.
  • Porteiros, síndicos e vizinhos podem colaborar, providenciando maior limpeza no hall dos apartamentos dos idosos, manter o contato através do interfone para saber como estão se sentindo, e orientá-los. Assim, eles se sentirão acolhidos e menos sozinhos.
  • No caso de entregas, a portaria, quando viável ou com autorização da administração interna, pode auxiliar levando o pedido até o apartamento, mas evitando o contato corporal com o idoso e tomando as providências de higiene antes da aproximação.
  • Os cuidados devem ser extensivos aos moradores que apresentam problemas de saúde como diabetes, problemas cardíacos, pacientes em tratamento de câncer, pessoas com problemas respiratórios e hipertensão.
  • Manter o afastamento social é crucial, mas não se deve esquecer de ofertar ajuda e manter o contato com os idosos através do telefone para evitar quadros de depressão e mantê-los assistidos em outras necessidades e/ou emergências.

Para fazer o download da cartilha completa CLIQUE AQUI.

Fonte: https://graiche.com.br/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s