Comissão de Segurança da AMOCANELA se reúne com Comando do 18º Batalhão

Criada em março deste ano, a Comissão de Segurança da AMOCANELA foi criada com o objetivo de analisar e sugerir medidas para a elaboração da Política de Segurança do Bairro Canela, zelar pela efetivação de ações voltadas à prevenção da violência e ao combate à criminalidade, gerir, fiscalizar, acompanhar e avaliar a aplicação de recursos e o desempenho dos programas e projetos financiados pela AMOCANELA no campo da segurança.

Desde a sua criação, a Comissão já realizou três reuniões para discutir a questão da segurança no bairro e também para planejar a execução do Programa Bairro Seguro, que hoje já conta com seis câmeras de monitoramento no bairro e pretende instalar mais quatro até o final do mês de junho.

A reunião com a PM, realizada na quarta-feira, 02, foi convocada após a Comissão constatar um crescimento do número de ocorrências relatadas no Grupo de Segurança do bairro que, em sua maioria, envolvem invasões, furtos de tubulação e fios cobre e transeuntes, além de um caso de ameaça de morte.

Estiveram presentes à reunião, Pires, Coordenador da Comissão, e os conselheiros Edmundo e Marcel, todos representando a AMOCANELA e o Cmdt Coronel Albuquerque, o Subcomandante da 5ª Cia, Capitão Leandro e Tenente Luis Carlos, e outros membros do Batalhão, representando a PM.

Na reunião foi solicitado, principalmente, o reforço da segurança nas madrugadas e sobretudo aos domingos nos horários críticos que não serão revelados por questão de segurança.

De acordo com o Comando, o Batalhão conseguiu disponibilizar uma viatura, que estava fora de operação para compor a guarnição do Campo Grande – que atua na região do Canela – que já começou a fazer rondas desde segunda, 31.

O Comando também se colocou à disposição para dialogar com a AMOCANELA no sentindo de definir e alterar os horários das rondas para melhor atender à comunidade.

A Comissão também reforçou a necessidade de realização de prisões em flagrante e registro de ocorrências por partes dos agentes, inclusive, se colocando à disposição para ajudá-los.

O Coronel também sugeriu que a comunidade aderisse aos sinais sonoros com o objetivo de afugentar os criminosos.

Sobre este ponto, a Comissão informou que recentemente adquiriu apitos que serão distribuídos inicialmente aos condomínios e moradores de casas.

O Conselheiro Edmundo sobre a reunião:

Achei bastante proveitosa, expomos nossas insatisfações em alguns quesitos ao mesmo tempo que eles fizeram valer a questão de que estão agindo agora com mais afinco.
No mais sinto que devemos continuar agindo assim, cobrando se reunindo e trocando ideias para melhorar cada vez mais. É difícil, porém se desistimos fica pior. Estamos unidos e vamos em frente na batalha

Edmundo Paim

É necessário reforçar que outras medidas precisam ser adotadas pela população, é indispensável registrar as ocorrências através da Delegacia Digital, isto ajuda a desenvolver a mancha criminal da nossa região e a chamar atenção dos órgãos públicos estaduais, tais com a Secretaria de Segurança Pública que é quem controla estas informações.

Além disso, a comunidade precisa se convencer de que devemos nos unir para a contratação da segurança privada, cujo projeto já está sendo elaborado.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s